quarta-feira, 31 de março de 2010

terça-feira, 30 de março de 2010

Caricaturas dos mùsicos do Mindflow!

Abaixo temos caricaturas dos músicos do Mindflow (Rafael Pensado, Ricardo Winandy, Rodrigo Hidalgo e Danilo Herbert, respectivamente) feitas no estilo mangá conhecidas também como "SD". Fazem parte de um trabalho muito simpático realizado pelo desenhista Christian Gois. Acredito que ficaram bem parecidos com o original. E vocês, o que acharam?








UPDATE: Só pra constar aqui, tem uma caricatura da Piks, tb!!! \o/ (ass: Aninha)


segunda-feira, 29 de março de 2010

Aquecimento para o lançamento de Break Me Out


Vamos lá pra semana do lançamento de Break Me Out, por isso estou fazendo esse post, para lembrarmos do wallpaper e da letra, magistralmente feita pelo Hidalgo.

O Danilo e o Pensado nos falaram que é uma "balada do pistoleiro", hehehe... Por ser uma balada "diferente". O Pensado ainda falou que vamos ouvir o Danilo como nunca antes.

Espero grandes coisas dessa música, e na quarta (ou terça para o Troopers de Elite), vamos confirmar isso.

“Break Me Out”

Verse
I walked upon the earth alone
I was torn away
I have fallen
But never bow

‘Till my day arrives
I will learn how to live
Dying but standing on my feet

PreChorus
For someone inside an empty dream,
To find an exit takes lots of proving to do

Chorus
I’ll never forget,
I saw it in your eyes
You gave me the fire
That would break me out
Break me out
Break me out
Break me out

Verse
I let the rain
Erase my name
Cause now the struggle has a face
My fate unfolds
It’s all getting clear
Lightning the darkness that once set in

PreChorus
I closed my fists and held it high
Forgave what haunts me
This time it’s do it or die

Chorus
I’ll never forget,
I saw it in your eyes
You gave me the fire
That would break me out
Break me out
Break me out
Break me out

quarta-feira, 24 de março de 2010

MindFlow Chat - 24/03/2010

Chat do dia 24/03/2010, com Danilo Herbert e Rafael Pensado falando sobre um futuro DVD , como foi a gravação e a letra de Break Me Out, se cabelo é biodegradável... Primeira parte do vídeo abaixo:



Parte 2 - Parte 3

quarta-feira, 17 de março de 2010

MindFlow Chat - 17/03/2010

Chat do dia 17/03, com Rafael Fuzaro e Rodrigo Hidalgo, com novidades sobre Turnê, Divulgação do Wallpaper da Música Break Me Out, Gloss com pimenta e mais. Confiram:


Parte 2 - Parte 3

terça-feira, 16 de março de 2010

Show no Clube Pinheiros



Foto que foi tirada no show de Sábado, com a presença mais que especial do Miguel Spada. Olha ele lá atrás!! Bem que ele podia ir um dia no chat, né?!

segunda-feira, 15 de março de 2010

Vídeos do Showlivre

O site showlivre, postou no youtube os vídeos da apresentação da MindFlow, na última terça-feira. Agora sim podemos ver as músicas completas, já que "ao vivo", houve problemas na transmissão
Abaixo, Breaktrough. Em seguida, os links para as outras músicas.



Corrupted - Lethal - Meeting Her Eyes - Said And Done - Inevitable Nightfall - Invisible Messages - Entrevista

Update:

Foto: Os fãs Léo e Bruno e Danilo Herbert (vocal) na gravação do programa “Estúdio Show Livre” nessa última terça-feira.

sexta-feira, 12 de março de 2010

E eles não param nunca!

Quase não conseguimos acompanhar todas as coisas que o MindFlow faz! Primeiro eu queria mostrar e parabenizar os meninos pela edição do vídeo de Crisis FX. Ficou muito emocionante!

Outra notícia maravilhosa foi a disponibilização da música Destructive Device para o Rock Band!
Fala sério!! O MindFlow foi a primeira banda brasileira?! Que souber de mais alguma banda, nos avise por favor!

E uma entrevista ótima para a SCYPHER MAGAZINE!

Ufa... sem falar na votação online para o prêmio Multishow e pro Top 10 MTV! Você já votou hoje?

Keep Flowing...

quarta-feira, 10 de março de 2010

MindFlow Chat - 11/032010

Novidade no Street Team Arena! No lugar de resumos escritos, hoje temos o vídeo do chat completo. Ele está divido em 3 partes de aproximadamente 10 minutos no YouTube. Abaixo a primeira parte:




Parte 2 - Parte 3

terça-feira, 9 de março de 2010

MindFlow ao vivo no Show Livre

Eu parei, esperei, respirei fundo, esperei chegar em casa para escrever esse post. Eu não gosto de escrever certas coisas de cabeça quente, tenho muito receio de ser injusta ou cometer algum erro e prejudicar alguém.
Porém tenho que falar sobre o que aconteceu hoje durante a apresentação ao vivo do MindFlow no show livre. Tenho que ressaltar que essa é uma opinião pessoal desse blog, não reflete a opinião da banda, nem da produção do MindFlow. Aliás, nem falamos aqui sobre a opinião de todo o Street Team. Mas vamos lá.
Já era 15:30 e eu estava muito ansiosa para assistir novamente ao vivo um show do MindFlow. Para muitos fãs que moram longe, ou que puderam ver poucos shows da banda, é muito importante acompanhar esses momentos onde podemos sentir a vibração dos meninos.
Quem já viu o Ricardo batendo cabeça, ou o Pensado se acabando de suar, o Danilo e o Hidalgo, sabe o quanto vale esse tipo de apresentação. Os integrantes da banda tem muito cuidado em suas performances.
Assim como eu, muitos integrantes do Street Team estavam ansiosos. 15:45 eu já estava conectada ao site, que tinham 3 pessoas online já.
Aos poucos mais e mais pessoas foram entrando online e podíamos ver a produção do programa arrumando a iluminação e passando o som antes de começar realmente o show.
Era 16:10 mais ou menos quando muitas pessoas começaram a entrar e eu pude ouvir o começo de Breakthrough, quando de repente não via, nem ouvia mais nada.
No mesmo momento eu fiquei desesperada!
Peguei meu laptop, pois estava no IMac poderoso que utilizo para editar vídeos com 4 gigas de RAM, para conectar com o meu 3G. Naquele momento eu estava convencida que o problema estava na minha conexão. Então conectei o 3G e loguei no site, que também não funcionou.
Algumas pessoas ainda conseguiam ver o show, por isso mesmo continuei tentando. Atualizei a página, troquei de navegador, minimizei a janela, troquei de computador, troquei de conexão, deixei o meu macbook e pedi pra um amigo conectar no seu computador que utiliza o Windows e não o Leopard. Achei de fato que o problema poderia ser comigo.
A Pikatchu ainda estava vendo e escreveu no chat que eles estavam tocando Corrupted e logo em seguida Waking Tall. Eu estava perdendo a PRIMEIRA apresentação ao vivo dessas duas músicas. Pra mim que estou escrevendo o conto de Walking Tall nesse momento, era uma experiência única! Mas estava resignada, tive que me ausentar um pouco da frente do computador para conter as lágrimas.
Não tenho vergonha de dizer que chorei por causa disso, eu sou uma manteiga derretida, quem me conhece sabe.
Até que, quando chegou num pico de mais de 40 pessoas online o programa simplesmente caiu para todos. Não tinha sido apenas eu que estava com problemas técnicos, mas nesse momento ninguém mais conseguia ver.
Algumas pessoas no chat começaram a questionar a qualidade profissional da produção do programa e insultar, uma atitude que não foi compartilhada pela maioria. Até esse ponto muitas pessoas estavam lá bem animados.
Muitas brincadeiras foram feitas com termos muito usados, como #fail e afins, mas era perfeitamente compreensível diante da frustração de todos.
Para quem trabalha com livestream estava óbvio que a banda do programa não suportou tantos acessos ao mesmo tempo e todos esperávamos uma resposta da produção do programa. Foi quando me surpreendi terrivelmente: a pessoa responsável pelas respostas com o chat foi extremamente mal-educado ao dizer que “o programa funciona bem há 10 anos e isso nunca aconteceu” e que ninguém tinha o direito de insultar a produção.
Concordo que insultar a produção não foi uma coisa muito legal, porém muitas pessoas estavam ali e não mereciam uma resposta enviezada. A pessoa responsável por nos responder (note que não considero toda a produção responsável por esse episódio) nos deu uma resposta digna de uma criança que defende o pai, dizendo coisas como: “mas meu pai trabalha em tal lugar e você precisa me respeitar”.
Porém, de tudo, não foi a resposta que me incomodou, mas a falta dela sim. Não houve um pedido de desculpas em nenhum momento, nem mesmo explicação diante da situação.
Logo depois disso a pessoa ainda nos respondeu que o programa poderia ser visto “on demand” depois e que seria reprisado após a gravação.
Bom, a minha pergunta naquela hora foi: “Por que então todas essas pessoas se mobilizaram para estar aqui?”
Assim como eu, muitas pessoas pararam os seus trabalhos e suas vidas para ver que o programa Show Livre não cumpriu o que tinha prometido, que era nos apresentar um stream da gravação.
Para quê uma audiência ao vivo se o programa só poderia ser visto “on demand”?
Bom, erros acontecem e falhas podem ser encontradas nas melhores famílias. Por isso entendi nessa hora mas me senti na necessidade de escrever para a produção que tinham pessoas ali que não mereciam ler respostas enviezadas e até dei a dica pra produção: “Na dúvida, não alimente os trolls”.
Pronto.
Fiquei esperando e atualizando.
Naturalmente muitas pessoas saíram.
A pessoa responsável pelo chat ainda queria que fizéssemos perguntas para a banda, mas no escuro seria bem difícil saber sobre o que eles estavam falando, para entendermos que tipo de pergunta seria legal fazer.
Claro que a falta do vídeo ainda deixou muitas pessoas decepcionadas e frustradas e mais pessoas entravam e saiam para ver se o stream já tinha voltado.
Quando mais um membro do Street Team (que tinha acabado de entrar) perguntou por que não estava no ar e usou a palavra “porra” no meio da pergunta.
A pessoa responsável pelo chat respondeu que: “Você nem me conhece” para falar dessa forma. Bom, eu respondi que seria natural que todo nós, como expectadores, não conhecêssemos as pessoas responsáveis pela produção do programa.
Depois disso ainda tivemos que ouvir as “pérolas”:
* Isso que dá darmos espaço, vê se o MindFlow aparece na Globo
* Quero só ver se a reprise (que seria exibida logo no final da gravação) vai ter audiência.
* Se tiver menos audiência que o cine você vão ver.
* Cada um tem o público que merece.

Enfim, foi um desrespeito completo para todas as pessoas que estavam ali e todo o Street Team. Como se o programa estivesse fazendo um favor de nos transmitir e que o interesse de manter uma audiência fosse nosso.
Eu ainda explanei que era óbvio que a audiência seria menor, pois na divulgação que foi feita a transmissão seria às 16 horas e que muitas pessoas (assim como eu) já estariam de saída para ir até a sua casa no momento da “reprise”. Coloco entre aspas pois uma reprise seria de um programa que foi de fato exibido.
Tudo que ganhei de resposta nesse momento foi uma risada em caixa alta da pessoa responsável pelo chat, um tom claramente de desdém.
Depois que a audiência baixou para 23 pessoas (sim, ainda tinham 23 pessoas esperando pacientemente a volta da imagem) pudemos ver alguma coisa, porém de 3 em 3 minutos a gravação dava um loop, e não foi possível ver nenhuma musica inteira.
Nesse ponto da coisa toda eu já estava me sentindo ofendida e magoada e vi que nem mesmo a minha vontade de ver os meninos do MindFlow tocando era maior que o meu bem-estar e resolvi sair. Não sem antes dizer que não queria estar ali para ser insultada.
Durante a reprise, que foi divulgada pelo twitter da banda, eu ainda entrei para ver, mas permanecia dando um loop de 3 minutos. Ficou impossível ver.
Eu chorei nesse episódio em alguns momentos, acho que ninguém gosta de ser mal-tratado, nem insultado.
De fato, faltou muita humildade da parte da produção do programa e profissionalismo ao tratar com o público. Algumas vezes o nosso chat não deu certo, e nem por isso houve esse tipo de conflito. Acho que todos nós estamos tão acostumados com a Alessandra (Pikatchu) e sermos muito bem tratados, por isso meu choque ao ser tratada dessa forma.
O pouco que eu vi Corrupted estava muito bem executada, realmente uma música que valerá o ingresso ao ver o MindFlow.
No mais eu queria apenas me desculpar com o pessoal da banda pelas reações durante a apresentação. Sei que esses contatos e a divulgação são muito importantes, e odiaria que o nosso Street Team ficasse conhecido por causarem problemas.
Nada disso diminui a admiração pela banda, seu trabalho, nem nada.
Agora apenas espero que esse episódio fique para trás.

sexta-feira, 5 de março de 2010

MINDFLOW NO "ESTÚDIO SHOW LIVRE"

Pessoas do meu Brasil Varonil,

Pra quem com saudade (ou curiosidade, pra quem nunca viu) de ver o MindFlow ao vivo, eis a oportunidade!

Dia 9/3 (terça-feira que vem) à partir das 16h, o MindFlow estará AO VIVO nos estúdios do "Show Livre" tocando músicas que nunca tocaram ao vivo (ê ê ê ê!!!) e respondendo perguntas.

E pra nossa felicidade, rola um chat junto com o programa!
(bora comparecer em peso, hein!)

Anotem ai na agenda de vocês:

9/3 às 16h, MindFlow no "Estúdio Show Livre" - www.showlivre.com.br/estudioshowlivre

E Tem promoção pra participar da gravação do programa, pessoas!

(Infelizmente só vale pra quem aqui em SP)

http://www.showlivre.com/promocoesDetalhes.php?promoId=2064

E para acompanhar todo processo, sigam no Twitter: @showlivre e @MindFlow

Vejo vocês lá! o/